segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

SILÊNCIO


E no fim, apenas me resta o silêncio... o silêncio atroz e penalizador.

2 comentários:

Bruno Etílico disse...

Nem sem boca, nem sem fala ficamos em silêncio. Até nossa indiferença, nosso não querer fazer parte, nossa neutralidade, fala

bjoo

sad eyes disse...

Faz lembrar um quadro de Magritte.
abc