sábado, 27 de novembro de 2010

A RAIVA

Como pode alguém conhecer a paz se desde que acorda até que adormece leva a vida arengando impropérios, numa constante ladainha de perversidade e rancor? Triste, a vida de gente que vive em permanente estado de raiva. E um inferno a vida daqueles que têm de viver com alguém assim.

2 comentários:

Fernanda disse...

Amigo!

Há algo em si me me atrai pelo fascínio das suas palavras e pelo que me tenta dizer.
Vi-o e li-o na Lolipop.
Segui-o por alguma razão que tentarei descobrir...

Viver com raiva de alguém ou com alguém com raiva é indubitavelmente algo insuportável.

Voltarei.
Bjs.

São disse...

Tens razão, mas de onde vem essa raiva?...

Beijinhos, muitos.